O consultório de Psicologia Manuela Corrêa, sediada em Criciúma, oferece um ambiente acolhedor na prestação de acompanhamento psicológico por meio de Gestalt Terapia para adultos e crianças.

sexta-feira, 16 de março de 2012

Como a agressividade pode atrapalhar o processo de aprendizagem?


O crescente aparecimento de comportamentos agressivos nas escolas tem cada vez mais preocupado pais e principalmente professores. A preocupação fica ainda maior quando nos remete o fato de que a escola é um local onde as crianças estão para aprender regras e valores. Ao contrario do que muitas pessoas acreditam, a agressividade não aparece só em escolas públicas, aparece também nas escolas particulares. Do mesmo modo que não se vê diferença entre as escolas da área rural e urbana nesse aspecto. É importante firmar que não estamos falando somente de agressões físicas, estamos tratando também de falas e atitudes hostis.

Esse comportamento, quando apresentado por crianças, costuma estar relacionado a problemas familiares. Os estudantes podem ter em casa um modelo de solucionar problemas de forma agressiva ou explosiva. E uma vez o comportamento aprendido, ele poderá ser reproduzido em todo lugar, inclusive na escola, para com os colegas ou até mesmo com os professores.

Comportamento agressivo na escola vem se tornando um dos vários fatores que atrapalham a aprendizagem atualmente, já que não são somente as crianças que praticam ou sofrem agressões que se prejudicam nesse caso. Temos de levar em consideração que as crianças que assistem a esses episódios agressivos tendem a experimentar sensações como o medo e a ansiedade. Causa ansiedade nas crianças expectadoras por nada poderem fazer pra ajudar o colega agredido, pois tal atitude penderia para fazer da criança delatora o próximo alvo. E grande parte das crianças sente medo de passar por tal situação. Essas sensações descritas não são adequadas para um ambiente de aprendizado. Como se pode perceber, toda a turma sai prejudicada por essas circunstâncias.

Para solucionar ou amenizar o problema, em alguns casos é viável fazer um trabalho psicológico com o aluno agressivo, auxiliando-o a lidar com os problemas em casa e dessa forma fazendo com que a agressividade diminua. Em outros casos mais agravados, se faz necessário um trabalho de parceria da escola com a família, onde possam existir trocas de experiências, para que desse modo todos possam compartilhar suas dificuldades e dúvidas. Para que a escola possa orientar os pais sobre como o comportamento da criança na escola pode ser reflexo do comportamento da família em casa, e de como eles podem agir para reverter a situação.

© Psicologia Criciúma, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena